Diagnosticando a Fibrilação Atrial

Assim como com qualquer condição de saúde, a primeira etapa no diagnóstico da FA tem início​ com a verificação do seu histórico médico, que provavelmente será seguido por um exame físico. O​ seu médico auscultará seu coração e seus pulmões com um estetoscópio para ter uma ideia do seu​ coração, da frequência respiratória e do ritmo.​

O seu médico em seguida precisará realizar alguns exames, que podem incluir exames de imagem,​ exames de sangue e exames com exercícios para ajudar a avaliar a sua função cardíaca.​

O tipo mais comum de exame para ajudar no diagnóstico da FA é o eletrocardiograma (ou ECG),​ que mede a atividade elétrica do seu coração, de modo a demonstrar se existe ou não qualquer​ irregularidade. Um ECG registra o ritmo e a atividade do coração em uma fita de papel em​ movimento ou em uma linha em uma tela.​

diagnosis image

 

Referências

1. Odutayo A, Wong CX, Hsiao AJ, Hopewell S, Altman DG et al. (2016) Atrial fibrillation and risks of cardiovascular disease, renal disease, and death: systematic review and meta-analysis. Bmj 354 i4482.
2. Win et al. Atrial fibrillation in older patients—reducing stroke risk is not only about anticoagulation. J Geriatr Cardiol 2016; 13: 880 882. doi:10.11909/j.issn.1671-5411.2016.10.004
3. Wolf PA, Abbott RD, Kannel WB. Atrial fibrillation as an independent risk factor for stroke: the Framingham Study. Stroke 1991; 22: 983–988.

Aviso Legal: As informações apresentadas aqui não se destina como aconselhamento médico, ou para ser usada para o diagnóstico médico ou tratamento. Por favor, fale com seu médico se você tiver alguma dúvida.

117510-190627